Notícias

25/09/2020

Rede Divina Providência assume novas Unidades de Saúde

Sociedade Sulina Divina Providência fará a operação de 35 Unidades de Saúde com 81 Equipes de Saúde da Família.

A Secretaria Municipal de Saúde anunciou nesta quinta-feira, 24, a ampliação e qualificação da Rede de Atenção Primária à Saúde de Porto Alegre. Com a medida, a capital chegará a mais de 300 Equipes de Saúde Família completas na cidade até o mês de novembro atingindo mais de 80% de cobertura. Serão 103 Unidades de Saúde contratualizadas junto à Sociedade Sulina Divina Providência, Irmandade Santa Casa  e Associação Hospitalar Vila Nova - mais uma Unidade de Saúde, por meio de contrato junto à Pontifícia Universidade Católica.

OPERACIONALIZAÇÃO

Sociedade Sulina Divina Providência
  - 35 Unidades de Saúde das regiões Glória/Cruzeiro/Cristal e Região Partenon/Lomba do Pinheiro 

  - 81 Equipes de Saúde da Família                                                                                               

Irmandade Santa Casa de Misericórdia
- 43 Unidades de Saúde das regiões Noroeste/Humaitá/Navegantes e Ilhas e Região Centro e Região Leste/Nordeste e Norte/Eixo/Baltazar
- 96 Equipes de Saúde da Família

Associação Hospitalar Vila Nova
- 25 Unidades de Saúde das regiões
- 63 Equipes de Saúde da Família
TOTAL - 103 Unidades de Saúde e 240 Equipes de Saúde da Família

A contratação das entidades prevé o gerenciamento, operacionalização e execução das atividades e serviços. A ampliação será de 34% no número de Equipes de Saúde da Família - de 229 para 309, um incremento de 115% em consultas odontológicas - de 12 mil para 28 mil por mês e 54% mais consultas médicas - de 64 mil para 99 mil ao mês. Estão no escopo o fornecimento de recursos humanos, manutenção e reforma das estruturas, material permanente e outros como segurança, limpeza e luz.

O modelo aplicado garante a ampliação de serviços com resultados baseados na eficiência do atendimento trazendo mais qualidade e vantajosidade financeira. Além disso, o aumento de equipes completas possibilita mais recursos federais para o financiamento das ações. O foco da iniciativa é a aplicação de recursos úblicos de forma a maximizar o retorno à população. O processo seguirá com avaliação permanente pelo poder público e o contrato tem vigência de 12 meses renovável por mais 12.

Atualmente são 43 Unidades de Saúde contratualizadas no município com provimento de profissionais para 109 Equipes de Saúde da Família, 27 de Atenção Primária e 68 de Saúde Bucal - todas completas. As estruturas são responsáveis pelo atendimento de 400 mil pessoas. Com o avanço na contratualização a população passará a contar com 45 Unidades de Saúde com turno estendido, significando 13 mil horas a mais de atendimento.

As equipes irão suprir a necessidade de atendimento pela necessidade de dispensa coletiva dos profissionais do Instituto Municipal de Estratégia de Saúde da Família (IMESF), que inicia nesta quinta-feira.

Texto: Assessoria de Imprensa PMPA

Confira outras notícias