Notícias

20/12/2020

Os impactos da pandemia em crianças e adolescentes

A pandemia afetou cada um de nós. As alterações no cotidiano têm trazido consequências negativas para o nosso bem-estar mental. As crianças e adolescentes são os mais afetados, pois, são emocionalmente mais frágeis.

A ausência de rotina, afastamento da escola, dos amigos, distanciamento da família, perda de entes queridos, instabilidades nos empregos dos pais e crises econômicas na família trazem danos à saúde mental das crianças e adolescentes. Por isso, é preciso ficar em alerta a comportamentos e atitudes como:

  • o jovem decidir se afastar dos amigos;
  • baixa autoestima;
  • sonolência;
  • dificuldades de concentração;
  • frases como: não aguento mais”, “sou um peso”, “queria não ter nascido”.
     

Há estratégias que podem minimizar os impactos trazidos pela pandemia.

  • os adultos precisam ser modelos de calma e serenidade;
  • não evitar falar sobre a Covid-19
  • explicar a pandemia e o coronavírus de forma compreensiva;
  • evitar intoxicação digital: excesso de tecnologia e informação;
  • compreender sentimentos e preocupações da criança;
  • escutar a criança e seus medos.

Confira outras notícias