Artigos

Caracterização de Pacientes com Lesões de Pele Hospitalizados em Unidades de Internação Clínico-Cirúrgica

Autor: Rochelli Bernardes Stefanello - Enfermeira Estomaterapeuta e Coordenadora da Equipe de Pele e Estomas- EPTLPE HDP

Objetivo: caracterizar os pacientes com lesões de pele no início e no fim da internação hospitalar. Método: estudo transversal. Participaram 45 pacientes com lesões de pele. Incluídos pacientes avaliados pela enfermeira, no mínimo duas vezes durante a internação. Dados coletados do prontuário eletrônico e analisados por meio de estatística descritiva e inferencial no programa SPSS®. Resultados: maioria de idosos, sexo feminino, média de idade de 67 anos, motivo de internação vascular e comorbidades associadas, tempo médio de internação,21 dias e desfecho de alta hospitalar. A ferida prevalente foi a lesão por pressão localizada na região lombo-sacra. Os ácidos graxos essenciais, seguidos do alginato de cálcio e da hidrofibra de prata, foram os mais utilizados. Os escores de classificação de risco foram Moderado/Elevado para o desenvolvimento de Lesão por Pressão. Conclusão: Conhecer as características sociodemográficas e epidemiológicas dos pacientes com lesões de pele, instrumentaliza para o planejamento e implantação da assistência integral e sistematizada. Descritores: Ferimentos e Lesões; Bandagens; Enfermagem.