Notícias

04/11/2022

Conheça a história de Wesley, que se recupera de um AVC sofrido enquanto jogava futebol

Em agosto de 2020, o menino, de 20 anos, foi encaminhado ao Hospital Divina para tratar de um AVC isquêmico agudo. Wesley também precisou realizar cranioplastia

A vida de Wesley Gonçalves da Silva Oliveira, 20 anos, mudou no dia 25 de agosto de 2020. Ele estava jogando futebol, que era acostumado a praticar com os amigos, quando sentiu uma dor muito forte na cabeça. Deitou no campo e não conseguiu levantar, pois estava completamente paralisado no lado direito. 


Os amigos o socorreram, e foi levado ao hospital de Gravataí, onde recebeu os primeiros atendimentos e foi diagnosticado que teve um AVC, e que deveria ser transferido o quanto antes para o Hospital Divina, onde o Dr. Marcus Brandão estava aguardando para a realização de procedimento cirúrgico. Wesley ficou 53 dias entre a recuperação no CTI e internação no sexto andar. 


Wesley precisou fazer cranioplastia

Como se trata de um AVC isquêmico agudo, ele também precisou fazer outro procedimento, de cranioplastia, pois a cabeça inchou muito. Foi retirado parte do crânio e colocada no abdômen. Em dezembro de 2021, ele teve complicações no crânio e precisou passar por um novo procedimento. Em abril deste ano, ele finalizou a reconstrução craniana a partir de um projeto 3D.


Atualmente, Wesley segue na sua reabilitação com fisioterapia e psicopedagogia. A mão direita ainda não mexe, mas a fala evolui a cada dia, além de estar retomando a leitura. Além disso, ainda faz acompanhamento com hematologista e reumatologista para buscar a causa do AVC. 


A mamãe Aline relata que foram muitos dias de apreensão. Porém, ela valoriza pela vida e evolução da saúde do amado filho, sempre ao lado do marido Edemar. Ela destaca o papel dos médicos na recuperação do filho. “Somos gratos ao Hospital Divina e toda a sua equipe de profissionais, em especial ao Dr. Marcus Brandão e Dr. Rafael Modwobsk, do CTI, e ao sexto andar, onde fomos acolhidos com muito carinho em todo tempo de internação. Todos foram como anjos em nossas vidas, salvaram a vida do nosso bem mais precioso”, afirma.


“É o melhor hospital que fomos atendidos”

O tratamento realizado no HD ficou marcado nos corações da família. “Tenho certeza de que esse é o melhor hospital que fomos atendidos”, ressalta. A satisfação da Aline e do marido Edemer fortalece o nosso compromisso de cuidado amoroso à vida. Todos os profissionais do HD torcem pela evolução de Wesley. Que os desafios impostos tenham fortalecido ainda mais o amor e união dessa família tão especial. 

AVC é a principal causa de morte no Brasil

No dia 29 de outubro, ocorreu o Dia Mundial do AVC. É a principal causa de morte no Brasil em 2022: de acordo com dados do portal de Transparência do Registro Civil, o AVC já matou 87.518 brasileiros até 13 de outubro. 

Cuidados e atendimento imediato

A hipertensão é o maior causador do AVC - cerca de 50% dos casos estão ligados à pressão alta. Além disso, o Ministério da Saúde aponta outros fatores de risco: diabetes, tabagismo, consumo freqüente de álcool e drogas, estresse, colesterol elevado, doenças cardiovasculares, sedentarismo e  doenças do sangue.


O AVC é uma emergência médica. Por isso, é preciso dirigir-se com urgência ao serviço de emergência do hospital mais próximo para um diagnóstico completo e tratamento.


Prevenção

É possível prevenir o AVC. Uma dieta balanceada, controle da pressão arterial e dos índices de colesterol, prática regular de exercícios físicos e consultas regulares com o médico são algumas ações que podem evitar o AVC e fazer toda a diferença.

Confira outras notícias

Doe Agora