Notícias

24/10/2022

Celebração de ação de graças em Arroio do Meio celebra os 180 anos da Congregação das Irmãs da Divina Providência

Atividades ocorreram no sábado, dia 22, reunindo as Irmãs das várias comunidades do RS, mensageiros (as) e colaboradores, proporcionando momentos de reencontro e de emoção

Os 180 anos da Congregação das Irmãs da Divina Providência (IDP) foram celebrados com um grande evento no sábado, 22, em Arroio do Meio. O município foi escolhido para sediar a comemoração porque foi onde as IDP iniciaram os seus trabalhos no Rio Grande do Sul. No dia 3 de novembro, data em que a Congregação foi fundada, os hospitais farão um momento com as Irmãs de sua localidade. 

A programação foi aberta com uma missa na igreja matriz Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, celebrada pelo bispo da Diocese de Santa Cruz do Sul, Dom Aloísio Alberto Dilli,e pelos padres que atuam no município, Alfonso Antoni, Décio Francisco Weber, e pelo Pe. Érico João Hammes, nascido em Arroio do Meio e professor de Teologia na PUC em Porto Alegre.

Após a missa, ocorreu almoço no Ginásio Poliesportivo do Colégio Bom Jesus São Miguel. Foram momentos de muita confraternização, abraços, alegria e troca de lembranças entre as mais de 70 Irmãs presentes. Algumas delas já estão recolhidas nas casas de repouso das comunidades, mas tiveram atuação e jornadas marcantes nos espaços e missões da Congregação. 

A Tarde Cultural, no Auditório Irmã Nísia, teve mais de 15 apresentações, que teve a participação desde as crianças da Rede Divina Providência de Ação Social e Cidadania (Redipasc), até grupos dos hospitais. Foram criados poemas e músicas, especialmente, para o evento. O Hospital Independência foi o campeão em apresentações, mas todos os números entusiasmaram o público, que cantou, aplaudiu e interagiu muito.   

As atividades foram organizadas pela equipe central do Carisma e a equipe de Arroio do Meio, com a coordenação da Ir. Lurdes Luke. A presidente da Sociedade Sulina Divina Providência, Ir. Inês Pretto, entregou os livros “Diretrizes da Partilha do Carisma e Espiritualidade da Congregação das Irmãs da Divina Providência com Leigas e Leigos” e “Eduardo Michelis – sua influência na Educação e na Formação” para as equipes do Carisma dos hospitais e dos mensageiros. A Superiora Provincial da Província Mãe da Providência, Ir. Sandra Maira Pires, participou das comemorações.O início

Fundada em 3 de novembro de 1842 pelo sacerdote Eduardo Michelis (1813-1855), a Congregação das Irmãs da Divina Providência foi uma resposta de fé ao desamparo social e à miséria que assolavam a cidade de Münster, na Alemanha.

A Congregação começou com algumas jovens dispostas a dedicarem-se às crianças órfãs e pobres, em nome de Jesus e de seu Evangelho. Gradativamente, a Congregação ampliou suas atividades e ocupou novos espaços. Com sede em Münster, a Congregação está presente na Alemanha, Holanda, Indonésia, África, Brasil, Bolívia e Paraguai. 

Trabalho no Brasil

Em março de 1895, chegaram ao Brasil as primeiras Irmãs, estabelecendo-se em Tubarão (SC). Ao longo dos anos, expandiram seu trabalho missionário para outras regiões do Brasil e da América Latina. Em 1918, a Congregação ingressou em Pelotas, no Rio Grande do Sul.

Em Porto Alegre, o trabalho começou no Hospital Beneficência Portuguesa e no Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Estivadores e Transportes de Cargas (IAPTEC), hoje Hospital Presidente Vargas. Os hospitais da RSDP são acompanhados pela Província Mãe da Providência, com sede em Porto Alegre.

Carisma e missão

As Irmãs da Divina Providência realizam o seu serviço apostólico, como missão, no campo da saúde, educação, assistência social e diferentes pastorais. Desde o início, o carisma se caracterizou por uma forte comunhão eclesial, de pertença e de ajuda à missão da Igreja. O carisma é dinamizado pelo impulso da caridade, do amor, sensível às necessidades e aos clamores da realidade e animado pela espiritualidade da confiança na Providência de Deus.

As IDP acreditam que o amor providente de Deus está presente e atuante em toda a criação. E nessa fé e confiança, comprometem-se no cuidado da vida, sendo sinais do amor de Deus e da esperança cristã.

Confira outras notícias

Doe Agora