Notícias

21/06/2022

Pela primeira vez, Hospital Estrela realiza cirurgia por neuronavegação

Procedimento, realizado em paciente de 50 anos, é um avanço na localização de doenças e lesões cerebrais

O Hospital Estrela (HE) realizou, pela primeira vez, um procedimento que é um avanço na área neurológica: a cirurgia por neuronavegação. A microcirurgia em uma paciente de 50 anos, durou cerca de cinco horas, no dia 18 de maio, e foi para a retirada de um tumor cerebral por eletro monitorização neurofisiológica, realizada por neuronavegação. 


O procedimento foi liderado pelos neurocirurgiões Carlos Octávio Athayde Filho e Isaac Bertuol, e pelo anestesista Lucas Schirmer. A monitorização neurofisiológica ficou a cargo do neurologista e neurofisiologista Carlo Marrone, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Neurofisiologia Clínica.


A paciente já realizava tratamento com o Dr Carlos Octávio e confiou na excelência do serviço de neurocirurgia do HE, que faz parte das 23 especialidades do Centro Clínico da instituição. O neurocirurgião Isaac Bertuol saúda o uso da nova tecnologia. “Com a neuronavegação, minimizamos os riscos gerais, como a possibilidade de sequelas”, diz.


Ele também enfatiza a estrutura do HE. “O Hospital Estrela tem total condição de oferecer esse procedimento para o Vale do Taquari. É um hospital com UTI especializada e um bloco cirúrgico compatível com esse tipo de procedimento”, explica.


A enfermeira Maria de Lurdes dos Santos faz parte da equipe de profissionais do HE. Apesar da experiência em neurocirurgias, a enfermeira nunca havia participado de uma cirurgia por neuronavegação.


“Foi bem marcante para mim e para toda a equipe, que se animou e ficou na expectativa. E, graças a Deus, deu tudo certo, pois o procedimento aconteceu sem intercorrência, e a paciente teve alta dias depois”, conta. “Foi gratificante participar de uma cirurgia com essa tecnologia, pois possibilita menor incisão e chances de complicações intra e pós-operatório”, finaliza.


Neuronavegação

A tecnologia de neuronavegação é um avanço para localização de lesões cerebrais e a prevenção de danos às estruturas vitais na operação de doenças cerebrais.  A área de neurocirurgia já conta com técnicas como angiografia, ressonância magnética e ultrassonografia, mas a neuronavegação possibilita localizações ainda mais precisas de pequenos tumores intracranianos.


Confira os detalhes em https://divinaprovidencia.org.br/estrela/servicos/centro-clinico/

Confira outras notícias