Atendimento Emergência

Restrito

Esse é o tempo médio para atendimento médico após abertura do boletim.
*Atualizado a cada 1 hora.

O Divina

Atenção primária

Hospital Divina Providência assume as atividades em 35 unidades de saúde em Porto Alegre

Em Janeiro de 2020 o Hospital Divina Providência assumiu 9 (nove) Unidades de Saúde. Atualmente, conta com 13 Unidades de Saúde, contratualizadas no mês de março e segue aguardando as demais no decorrer do ano. Assim, neste momento o hospital conta com 217 profissionais de saúde contratados para atuação na APS. Assim, o hospital contratará os seguintes profissionais para 40 horas, totalizando 401 profissionais:

Termo de Colaboração

Para garantir a continuidade dos serviços de saúde e para a manutenção de habilitações e novas habilitações de Equipes de Saúde da Família perante o Ministério da Saúde, o MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE firmou TERMO DE COLABORAÇÃO com a SOCIEDADE SULINA DIVINA PROVIDÊNCIA, por meio de sua unidade mantida, HOSPITAL DIVINA PROVIDÊNCIA, CNPJ n° 87.317.764/0010-84 no dia 25 de setembro, com validade de 1 ano, prorrogável por mais 1 ano.

O MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE, CNPJ nº 92.963.560/0001-60, neste ato representado pelo Secretário Municipal de Saúde PABLO DE LANNOY STÜRMER, conforme delegação de competência estabelecida no Decreto nº. 19.932/2018, doravante denominado de MUNICÍPIO, e, de outro lado, a SOCIEDADE SULINA DIVINA PROVIDÊNCIA, pessoa jurídica de direito privado, associação civil, sem fins econômicos e lucrativos, de caráter beneficente e de assistência social, qualificada como de utilidade pública, com atividade preponderante na área da saúde, inscrita no CNPJ sob nº 87.317.764/0001-93, por meio de sua unidade mantida, HOSPITAL DIVINA PROVIDÊNCIA, inscrito no CNPJ sob nº 87.317.764/0010-84, com sede na Rua da Gruta, 145, Bairro Cascata, em Porto Alegre/RS, presente neste ato por sua representante Presidente Inês Pretto, doravante denominado COLABORADOR, de acordo a Lei 8.080/90, Decreto Municipal 19.775/2017, Portaria GM nº 1.409/2013, Portaria GM nº 3.947/2017, Portaria nº 397, de 16 de março de 2020, Portaria de Consolidação 02/2017, Portaria de Consolidação 06/2017, e demais legislações aplicáveis.

O presente TERMO DE COLABORAÇÃO tem por objetivo a execução de atividades de atenção à saúde na Atenção Primária à Saúde do Município de Porto Alegre, em mútua cooperação, nas Unidades de Saúde detalhadas, conforme Plano de Trabalho - Documento Descritivo Assistencial (ANEXO I) e demais anexos ao presente, que dele fazem parte integrante, para garantir a continuidade e ampliação dos serviços de saúde e para manutenção de habilitações e adesão a novas habilitações de equipes de Atenção Primária perante o Ministério da Saúde.

Para efeitos deste TERMO DE COLABORAÇÃO, as Unidades com descritivo SAÚDE NA HORA deverão ter funcionamento de 60 (sessenta) horas semanais, podendo horário de funcionamento ser das 8 horas às 20 horas ou 7 horas às 19 horas, ininterruptamente, conforme critérios do Ministério da Saúde.

Para efeitos deste TERMO DE COLABORAÇÃO, as Unidades com descritivo SAÚDE NOITE E DIA deverão ser mantidas em funcionamento seguindo os preceitos da Secretaria Municipal de Saúde e do Decreto n° 20.414, de 29 de Novembro de 2019 ou de respectivos regulamentos que venham a alterá-lo ou complementá-lo.

Para efeitos deste TERMO DE COLABORAÇÃO, as Unidades com descritivo CONSULTÓRIO NA RUA deverão ter atuação multiprofissional e composição de equipe conforme critérios do Ministério da Saúde.

O objeto deste termo encampa, tendo em vista o TERMO DE COLABORAÇÃO Nº 70999 - L.1150-D - PGMCD Nº 1041 - SC/ 1063 e o momento de pandemia vivido em 2020, a necessidade de equipe técnica para atuação nas ações de coleta de exames e de monitoramento de casos de COVID-19.

O valor mensal estimado de repasse do Fundo Municipal de Saúde para a execução ordinária do presente TERMO DE COLABORAÇÃO importa em até R$ 5.649.477,15 (cinco milhões seiscentos e quarenta e nove mil quatrocentos e setenta e sete reais e quinze centavos)depositada em contas bancárias específicas, abertas em BANCO PÚBLICO, para a execução do presente TERMO.

A prestação de contas deverá seguir o disposto nas seguintes normativas, ou outras que porventura vierem a substituí-las, na seguinte ordem hierárquica:

  1. 1. Lei Federal nº 13.019, de 31 de julho 2014.
  2. 2. Manual de Prestação de Contas das Parcerias do Município de Porto Alegre/RS.
  3. 3. Decreto Nº 20.239, de 26 de abril de 2019, que Institui o Sistema de Gestão de Parcerias (SGP), como plataforma eletrônica de gerenciamento das parcerias.
  4. 4. Decreto Municipal 19.775/2017, que Regulamenta a aplicação da Lei Federal nº 13.019, de 31 de julho 2014.

Profissionais das unidades de saúde contratados pelo
Hospital Divina Providência

Gerentes das unidades

26

Médicos

93

Enfermeiros

89

Técnicos de enfermagem

152

Cir. Dentista

50

Auxiliar de saúde bucal

50

Auxiliares de farmácia

09

Farmacêuticos

02